Rádio Colmeia

Buracos, mato, o abandono total da SC 135

setembro 01
15:53 2015
Divida sa SC 135 com a BR 280, em Porto União Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Divisa da SC 135 com a BR 280, em Porto União
Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Não é a primeira vez e não será a última que a comunidade de Porto União e usuários da SC 135, irão reclamar do estado desta rodovia catarinense.

Se der uma olhada nas redes sociais ou realizar uma busca na internet, escrevendo SC 135 no Google, serão encontradas várias imagens de buracos, de mato nas placas de sinalização e até mesmo o próprio mato, sendo utilizado pela comunidade para informar sobre a situação caótica da rodovia.

A SC 135, antes conhecida como SC 302, foi um dos sonhos antigos dos moradores do Planalto Norte, que utilizavam o trecho de mais de 80 quilômetros para se deslocar à cidade de Porto União até Caçador.

No período, o Governador de Santa Catarina, sendo no tempo o Esperidião Amin (PP), iniciou uma obra de pavimentação asfáltica nesta via. Um dos problemas na época foi que a antiga estrada utilizada, não poderia ser aproveitada, pois ficava próximo á um rio. Com isso, um novo projeto foi feito e aprovado pelos órgãos ambientais, para assim, realizar a construção de uma nova rodovia.

O governo de Amin terminou, porém, o asfalto não chegou até a cidade de Porto União. O novo Governador, Luiz Henrique da Silveira (PMDB), que veio a falecer neste ano, resolveu ficar com o compromisso de finalizar a obra.

No dia 1° de maio de 2004, com a obra finalizada, o então Luiz Henrique da Silveira, esteve em Porto União e fez a inauguração da SC 302 que na época, foi considerada uma obra histórica para Santa Catarina. Pouco tempo depois, as primeiras informações de que o asfalto entre Porto União e Matos Costa já apresentava problemas, como pequenos buracos e infiltração veio a surgir.

Com isso, teve início o tradicional trabalho de tapa buraco, porém, com o passar do tempo, outras informações foram repassadas ao Governo de Santa Catarina, sendo afirmado que o asfalto entre Porto União e Matos Cota não era o mesmo utilizado de Matos Costa a Caçador.

Além dos buracos, a rodovia tem como projeto muitas curvas e os acidentes tiveram inicio. No local, houve até caminhões que tombaram, como um de tomate, sendo este o caso que originou o nome, “Curva do Tomate”.

Há menos de três anos para cá, muitas pessoas começaram a fazer registros fotográficos e filmagens da situação da SC 135.

Muitas pessoas até fazem piada da situação, para chamar atenção do Governo do Estado de Santa Catarina. Em um dos vídeos divulgados, mostra um buraco com água e dois moradores fazendo uma pescaria bem no meio do asfalto.

Já em outro vídeo que foi postado por um caminhoneiro, que passava pela cidade de Matos Costa sentido à cidade de Porto União, são mostrados os buracos da rodovia, chamando a atenção dos usuários, á coletas de profissão para os cuidados na rodovia.

Na tarde da última sexta-feira, 29 de agosto, a equipe de reportagem da Rádio Colmeia percorreu o trecho de Porto União até a cidade vizinha de Matos Costa, onde pode ser registrada através de filmagens e fotografias, a situação da SC. No percurso foi possível constatar tudo aquilo que a comunidade vem falando há tempos, só que quem deveria ouvir não escuta.

A SC 135 está com muitos buracos, com desnível da pavimentação, sendo encontrados pedaços grandes da camada de asfalto soltas sobre a via. Outro ponto é o mato que é utilizado pelos motoristas para avisar onde estão os buracos, que também está cobrindo as placas de sinalização.

 

Moradores protestam:

 

No dia 8 de novembro de 2014, a comunidade de Porto União e Matos Costa junto com os moradores que moram as margens da SC 135, se reuniram e fecharam a rodovia para chamar a atenção dos governantes. Na oportunidade, várias cruzes foram colocadas na rodovia como símbolo das mortes, que a situação caótica da estrada causou. No mesmo momento que protestavam, os moradores lembravam os candidatos que estiveram na região pedindo voto para deputado Estadual como Federal, sobre o compromisso que prometeram, porém, nunca cumpriram.

 

Doc Rádio Colmeia Foto: João Bastista / JB

Doc Rádio Colmeia
Foto: João Bastista / JB

Doc Rádio Colmeia Foto: João Bastista / JB

Doc Rádio Colmeia
Foto: João Bastista / JB

Já no dia 2 de abril deste ano, a moradora Bruna Donadel Weise, cansada de ver a mesma situação e o abandona da rodovia, parou o seu veículo e fez vários registros fotográficos para mostrar para a sociedade os buracos que foram “tampados” com matos, feitos pelos próprios moradores do Maratá em Porto União.

 

Doc Rádio Colmeia Foto: Bruna Donadel Weise

Doc Rádio Colmeia
Foto: Bruna Donadel Weise

Doc Rádio Colmeia Foto: Bruna Donadel Weise

Doc Rádio Colmeia
Foto: Bruna Donadel Weise

 

As promessas:

 

As promessas por parte dos governantes sobre a revitalização da SC 135, já foram de perder as contas. Promessas feitas pelo secretário de Infraestrutura que estive em Porto União, ou na entrada da obra da estrada de Santa Cruz do Timbó.

Um dos momentos que ficou marcado e deve ser relembrado nesta reportagem, foi quando o prefeito de Porto União Anízio de Souza do (PT) e o vice-prefeito Aloisio Salvatti (PMDB), cobraram em tom firme, o então secretário de Infraestrutura de Santa Catarina, João Carlos Eckel, sobre a promessa feita, quando no final de semana uma família morreu na SC 135, em uma colisão entre carro e caminhão. Na oportunidade, o secretário afirmou a realização de um tapa buraco de emergência, mas que não resolveu em nada.

Além do secretário de Infraestrutura, o secretário da SDR Canoinhas Ricardo Pereira Martins, também prometeu ações rápidas, como a arrumação da SC, que até hoje gera reclamação dos moradores, que afirmam que foi muito mal feita.

O último a falar da SC 135, foi o Governador João Raimundo Colombo, que esteve em Porto União para fazer a entrega oficial da estrada de Santa Cruz do Timbó. Ele falou em público sobre o projeto de revitalização da SC 135 e as dificuldades que esta rodovia esta trazendo para Porto União e Matos Costa.

Bem, promessas para resolver a situação da SC 135 não faltam.

 

Foto no buraco:

 

Nas imagens feitas pelo repórter Marciel Borges, é possível ver a dimensão do buraco na SC 135.

A ideia era colocar a máquina fotográfica dentro do buraco, mas quando foi visto a imagem no visor do equipamento, não deu nem mesmo para ver o fundo da rodovia.

Na sequência das imagens, você, leitor, vai poder acompanhar a situação da rodovia.

 

Cena um Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Cena um
Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Cena dois Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Cena dois
Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

 

Cena três Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Cena três
Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

 

 Reportagem:

 

Os repórteres Tiago Amaral e Marciel Borges, estiveram na SC 135, na última sexta-feira, 29 de agosto fazendo uma reportagem sobre a rodovia, através de fotografias e filmagens, confira:

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

Foto: Marciel Borges/ Rádio Colmeia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share

Sobre o Autor

marciel

marciel

Marciel Borges é jornalista graduado pelo Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv), onde atualmente faz pós-graduação em MBA Gestão de Produção Criativa em Comunicação. Marciel atuou em emissoras de rádio Comunitária da região e na área da internet, onde pode adquirir conhecimento. No ano de 2012, realizou o seu trabalho de conclusão de Curso (TCC) contanto a História da Rádio Colmeia, sendo convidado para fazer parte do jornalismo digital da emissora.

Artigos Relacionados

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Não há nenhum comentário no momento, você quer adicionar um?

Escrever comentário

Escrever comentário

Calendário

julho 2018
DSTQQSS
« jun  
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031 

Últimos Cometários

Olha fico na indignação, não entendo que um um Prefeito não atenda o mais importante...

Belíssima matéria Marciel. Com certeza um dos melhores repórteres. Sucesso sempre....

Mais cuidado no trânsito...

Colméia no Facebook