Rádio Colmeia

Mitra divulga nota da morte de Dom Agenor Girardi

fevereiro 09
00:26 2018

 

Foto: Mitra de União da Vitória

Faleceu na noite desta quinta-feira, 08 de fevereiro, às 22h30, aos 66 anos de idade, Dom Agenor Girardi, bispo diocesano da Diocese de União da Vitória. Dom Agenor estava internado no Hospital São Brás em Porto União – SC, e veio a falecer vítima de um quadro infeccioso grave que evoluiu para a falência múltipla de órgãos.

Desde novembro do ano passado Dom Agenor vivia uma maratona entre sua residência e o hospital, para tratar de sua saúde. Chegou a ser internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas seu quadro se agravou. Nos últimos dias, Dom Agenor passou para o quarto de Hospital, sendo monitorado pelos médicos e acompanhado por familiares, amigos e membros do Clero da Diocese.

Segundo a família, Dom Agenor estava ciente do seu quadro de saúde e foi respeitada a sua vontade quanto ao tratamento, tendo sido feito todo o possível por parte da equipe médica.

A Diocese de União da Vitória manifesta profundo pesar pela morte de seu Pastor, e rende preces à Deus pelo seu descanso na vida eterna. Em solidariedade aos familiares, amigos e fiéis diocesanos, expressamos também sentimentos de conforto à todos.

 

Biografia:

 

Dom Agenor Girardi nasceu no dia 02 de fevereiro de 1952, e era natural da cidade de Orleans – SC.

 

Estudos:

 

Em 1966 iniciou o ensino fundamental no Seminário Menor São José, em Francisco Beltrão, e concluiu o Ensino Médio na Escola Estadual Mário de Andrade, tambbém em Francisco Beltrão em 1974. Estudou Filosofia na Pontifícia Universidade Católica de Campinas concluindo em 1977, e formou-se em Teologia pela Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção na cidade de São Paulo, em 1982. Fez sua profissão religiosa na Congregação dos Missionários do Sagrado Coração no dia 1 de fevereiro de 1982, e foi ordenado sacerdote em 05 de setembro do mesmo ano por Dom Agostinho José Sartori.

Obteve a Licença em Teologia Espiritual na Pontifícia Universidade Gregoriana em Roma, e também fez o Curso de Espiritualidade no CETESP no Rio de Janeiro.

 

Trabalhos Pastorais em Paróquia e Seminário:

 

Em 1982 foi nomeado vigário paroquial da Paróquia de Santa Rita de Cássia em Marmeleiro, em 1983 foi vice-diretor do Seminário São José em Francisco Beltrão. De 1984 a 1988 foi diretor do mesmo Seminário em Francisco Beltrão e mestre de noviços em Pirassununga, durante os anos 1991 a 1995. Foi coordenador do CETESP (Centro Teológico de Estudos e Espiritualidade para a Vida Religiosa), no Rio de Janeiro no período 1996 a 1998 e superior provincial da Comunidade de Curitiba, de 1999 a 2001.

Atuou como reitor do Santuário de Nossa Senhora do Sagrado Coração em Curitiba, de 1999 a 2001 e vigário paroquial da paróquia São José na cidade de Francisco Beltrão, de 2002 a 2009.

Desde 2002 foi consultor da Conferência dos Religiosos do Brasil, para obtenção de orientações espirituais e exercícios de treinamento sobre a Vida Consagrada. Em 2009 assumiu como pároco da Paróquia São José em Francisco Beltrão.

 

Nomeação Episcopal:

 

Dom Agenor foi nomeado bispo pelo Papa Bento XVI no dia 22 de dezembro de 2010 indicado como bispo-auxiliar para a Arquidiocese de Porto Alegre (RS). Sua sagração episcopal se deu no dia 25 de março de 2011, na cidade de Francisco Beltrão juntamente com o Monsenhor Geremias Steinmetz.

Aos 02 de abril de 2015 foi nomeado Vigário Geral da Arquidiocese de Porto Alegre e Bispo Referencial para a Vida Consagrada na mesma arquidiocese.

 

Em União da Vitória:

 

No dia 06 de maio de 2015, Dom Agenor foi transferido pelo papa Francisco da sede titular de “Fornos Maggiore” e do ofício de auxiliar na Arquidiocese de Porto Alegre para a Diocese de União da Vitória, tomando Posse no dia 12 de junho de 2015, solenidade do Sagrado Coração de Jesus, como 3º Bispo Diocesano de União da Vitória.

 

Brasão de Dom Agenor Girardi, MSC:

 

Lema:Ametur Cor Jesu (Amado seja por toda parte o Sagrado Coração de Jesus). Eternamente!

O chapéu: Símbolo de Jesus Cristo, cabeça da Igreja com seus doze apóstolos. Ele representa a sucessão apostólica e a comunhão dos bispos com o Papa.

A cruz vermelha: Representando o sangue dos mártires e todo sofrimento da humanidade redimida na cruz de Cristo.

O Coração de Jesus: A fonte e a motivação de todo o meu Ministério pastoral, recordando o meu lema de Ordenação sacerdotal: – “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida pelos seus amigos” (João 15,13).

As flores de gira-sóis:  Símbolo da família Girardi, que nos mantém unidos com a disposição de voltar-nos sempre para Deus.

O rio: A fonte inesgotável que alimenta minha espiritualidade. Nesta fonte está também a presença de Maria, na suavidade do seu Sim.

Lema: – “Ametur Cor Jesu” – é o lema do Fundador dos Missionários do Sagrado Coração de Jesus, o Padre Júlio Chevalier: para que o Evangelho de Jesus Cristo chegue a toda parte e em todos os ambientes.

 

Tags
Share

Artigos Relacionados

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Não há nenhum comentário no momento, você quer adicionar um?

Escrever comentário

Escrever comentário

Calendário

maio 2018
DSTQQSS
« abr  
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031 

Últimos Cometários

e muito estranho o que esta acontecendo gugol...

eu apoio a greve, pois todos estamos sendo atingido pelo aumento abusivo do combustivel. Vindoo...

Precisa de saída de escape igual na serra de Bituruna....

Colméia no Facebook