Bolsonaro responsabiliza prefeitos e governadores por desemprego » Rádio Colmeia

Escute a rádio

Bolsonaro responsabiliza prefeitos e governadores por desemprego


24 de abril de 2021

O presidente Jair Bolsonaro voltou a responsabilizar gestores municipais e estaduais pelo aumento do desemprego no país. Ele participou, na tarde desta sexta-feira (23), em Belém, de uma cerimônia para a entrega de 468 mil cestas de alimentos a famílias em situação de vulnerabilidade no Pará. Em discurso, ele afirmou que o governo federal não tomou nenhuma medida para forçar o isolamento social e criticou quem adotou esse tipo de iniciativa. 

“Lamentavelmente, como efeito colateral da política de destruição de empregos, fique em casa, lockdowns, toque de recolher, entre outras coisas, cresceu a massa de pessoas que nada mais têm ou quase nada mais têm, e precisa do Estado num momento difícil como esse”, disse Bolsonaro. 

O isolamento social é considerado pelos cientistas uma das medidas mais eficazes para conter a disseminação da covid-19, além da própria vacinação em massa. Em um recado a governadores, ele afirmou que falta assistência social à população mais pobre.

“Essa passagem por aqui, como tivemos há pouco em Manaus também, visa colaborar com aqueles mais necessitados, através de vários ministros que integram o nosso governo. É um momento de humanidade para com essas pessoas, onde infelizmente a gente vê que aqueles que retiraram os empregos não fazem quase nada por aqueles que foram desempregados nos seus estados”. Bolsonaro estava acompanhado de ministros e parlamentares. 

Manaus

Pela manhã, o presidente cumpriu agenda em Manaus, onde participou da inauguração da segunda etapa do Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques, que contou com aporte de recursos federais.  

Ao todo, serão distribuídas 468 mil cestas de alimentos para 178 mil famílias de comunidades tradicionais no Pará. Os alimentos foram adquiridos pelo Ministério da Cidadania, por meio do programa Brasil Fraterno, que atende famílias vulneráveis nos municípios mais afetados pela pandemia do novo coronavírus.  

Cada cesta reúne produtos que incluem: arroz, feijão, óleo vegetal, macarrão, flocos de milho, farinha de mandioca, açúcar e leite em pó.

Compartilhe a matéria nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia outras matérias relacionadas:


União da Vitória também reduz intervalo de aplicação da segunda dose da vacina Pfizer

Em União da Vitória, assim como Porto União, o intervalo de aplicação, entre a primeira e segunda dose, da vacina Pfizer foi reduzido de 12 para 8 semanas. O anúncio foi feito nesta sexta-feira, 24, pelo secretário de Saúde, Fernando Ferencz. Quem se vacinou antes de 11 de julho já poderá receber a segunda dose […]

Projeto de geração de renda e empreendedorismo é lançado em UVA em uma parceria do Sesc e CEJUSC

O Sesc de União da Vitória com apoio do CEJUSC, em parcerias de longa data, lançou nesta quinta-feira, 23, um projeto de geração de renda e empreendedorismo para criar alternativas a população em vulnerabilidade social. Ao todo 12 participantes serão selecionados com o auxílio da Secretaria de Ação Social para participar de oficinas. As aulas […]

Empresas têm até sábado para resgatar parcela do Auxílio Emergencial PR de setembro

Empresas beneficiadas pelo Auxílio Emergencial PR, oferecido pelo Governo do Estado, têm até este sábado (25) para pedir o resgate do valor e receber a parcela do recurso ainda neste mês de setembro. Caso façam a solicitação após esta data, o dinheiro será depositado na conta cadastrada até o último dia útil de outubro. A previsão […]