Vírus de celular desvia Pix e limpa conta; saiba se proteger » Rádio Colmeia FM

Escute a rádio

Vírus de celular desvia Pix e limpa conta; saiba se proteger


15 de setembro de 2023

Ilustrativa

Um vírus de celular que consegue desviar dinheiro via Pix e “limpar” a conta dos usuários foi desenvolvido por criminosos brasileiros. A tecnologia, detectada em dezembro do ano passado, vem crescendo no país e já é a segunda fraude mais registrada em toda a América Latina, segundo a empresa de cibersegurança Kaspersky. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Na fraude do Pix, criminosos conseguem trocar o destinatário e o valor da transferência. De acordo com a publicação, o vírus consegue acessar a etapa anterior à solicitação da senha. Entre os indícios de que o programa corrompeu o celular, estão uma tremedeira na tela e lentidão para carregar. Os estelionatários levam até 95% do saldo da conta em um único golpe.

Os hackers usam notificações e aplicativos falsos para infectar os celulares. Usuários já relataram que o golpe começava com o anúncio de uma atualização do WhatsApp, que redirecionava para um simulacro do app de mensagens. Uma vez que o programa “Atualização Whats App v2.5” era baixado, o sistema ficava comprometido.

Segundo a Kaspersky, o app foi retirado do ar da Google Play. Também existe vírus para dispositivos da Apple, como os iPhones, mas é menos comum.

O Google informou que a segurança na sua loja de aplicativos é uma prioridade. “Nossos usuários são protegidos pelo Google Play Protect, que identifica comportamentos nocivos nos apps e dispositivos Android e alerta os usuários”, comunicou. O vírus desvio de Pix, além de permitir operação em larga escala, é executado de forma automatizada pelo próprio software.

COMO SE PROTEGER?

A empresa de cibersegurança indica que, para se prevenir do golpe, o primeiro passo é suspeitar de qualquer notificação que peça “acesso às opções de acessibilidade”.

“Essa permissão dá amplo acesso às funcionalidades do smartphone e só é necessária para quem precisa de algum auxílio do aparelho para usar aplicativos, que devem ser selecionados criteriosamente”, diz a publicação.

A escolha de atuação no Pix pelos criminosos é devido à velocidade oferecida pela ferramenta. A tecnologia de pagamentos instantâneos permite dispersar o dinheiro entre várias contas, o que dificulta o rastreio dos valores, de acordo com o diretor da Equipe Global de Pesquisa e Análise da Kaspersky, Fabio Assolini.

Com informações Portal RDX e jornal Folha de S. Paulo

Compartilhe a matéria nas redes sociais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia outras matérias relacionadas:


Inaugurado primeiro frigorífico de coelhos do Planalto Norte Catarinense

O Planalto Norte saiu na frente e nesta sexta-feira, 12, inaugurou o primeiro frigorífico de coelhos do Estado com registro no Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA) emitido pela Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc). O Frigorífico da Associação dos Pequenos Agricultores Ecológicos e Orgânicos (Apaeco) fica na Colônia […]

Está chegando a 3ª Caminhada Intermunicipal “Caminho da Erva Mate”

A caminhada acontece entre União da Vitória e Porto Vitória Uma caminhada que reúne o que há de mais bonito e aprazível: O ambiente preservado de uma floresta, o rio Iguaçu, a força econômica da erva-mate que se revigora distribuindo riqueza e o Parque Histórico Iguassu, local icônico onde acontecerá a largada. A equipe organizadora […]

Associação Arte do Porto entrega nesta quinta o Troféu Valor Cultural

O prêmio é um reconhecimento ao excelente trabalho dos artesãos do município, que batalham pela manutenção de técnicas manuais e étnicas Na noite desta próxima quinta-feira, 18 de abril de 2024, as 19h30min, acontece na Sala de Eventos do Armazém 1, na Estação União em frente à Praça Hercílio Luz, a entrega do Troféu Valor […]