Após apelo do Estado e setor produtivo, Mapa altera calendário de semeadura de soja no Paraná » Rádio Colmeia FM

Escute a rádio

Após apelo do Estado e setor produtivo, Mapa altera calendário de semeadura de soja no Paraná


15 de setembro de 2023

Foto: Gilson Abreu/AEN

O Ministério da Agricultura e da Pecuária alterou o calendário da semeadura de soja no Paraná. A Portaria 866/2022, publicada nesta sexta-feira (15), é resultado de apelos e de comprovação técnica perante a Secretaria de Defesa Agropecuária, particularmente pelas entidades públicas e privadas representativas da Agricultura dos três estados do Sul, de que a ampliação no prazo seria benéfica para os produtores e não prejudicaria o combate à ferrugem asiática.

O prazo definido em 7 de julho era de que o plantio começaria em 11 de setembro com término em 19 de dezembro. Na safra anterior esse período se estendeu até 31 de janeiro. O novo documento estabelece escalonamento conforme a região permitindo que em algumas, como o Sul e Centro-Sul, a semeadura possa ser feita até 18 de janeiro, enquanto no Sudoeste vai até 15 de janeiro e no restante do Estado até 20 de dezembro.

A portaria anterior retirava 43 dias do calendário e prejudicava parte dos agricultores que ficavam impossibilitados de plantar cinco safras em dois anos.

“O Paraná sempre foi muito duro no enfrentamento da ferrugem da soja, foi o primeiro Estado a fazer o vazio sanitário, a integrar o consórcio antiferrugem, a conquistar o direito de cultivar entendendo as diversas realidades”, ponderou o secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara. 

“Tínhamos apaziguado isso no Paraná com o calendário até final de janeiro, mas a medida de julho causou um estrago no planejamento dos agricultores”, disse Ortigara. “Agora se restabelece certa normalidade permitindo que o Paraná cubra 29% de seu território com soja e, se tudo correr como esperamos, que seja uma safra boa”.

O presidente da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), Otamir Cesar Martins, salientou que, tão logo foi publicada a portaria de 7 de julho, o setor técnico do Estado, tanto na área pública quanto privada, se mobilizou para preparar uma proposta documentada e reforçar a necessidade de alterações. Ao mesmo tempo foi estreitado o contato com lideranças políticas e do segmento técnico dos Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, que passaram a agir em parceria

“Convencemos o ministro Carlos Fávaro e dialogamos muito com os técnicos do ministério mostrando que havia necessidade de ouvir todas as partes envolvidas para corrigir o equívoco que se criara”, disse Martins. “Felizmente o ministério entendeu a realidade, possibilitando que os produtores planejem melhor as ações e a Adapar possa agir com o rigor e com o apoio que sempre exerceu”.

Confira as regiões e municípios que compõem a divisão AQUI.

Compartilhe a matéria nas redes sociais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia outras matérias relacionadas:


CBF anuncia que jogos do Brasileiro retornam no dia 1º de junho

A Confederação Brasileira de Futebol anunciou na noite desta terça-feira (21) a data de retomada das partidas da Série A do Campeonato Brasileiro de futebol masculino, que foi interrompido por causa das consequências das fortes chuvas que atingem o Rio Grande do Sul desde o dia 26 de abril. A competição será reiniciada no dia […]

Viatura blindada do Batalhão de Porto União abre caminhos no RS

A viatura blindada especial de engenharia do 5° Batalhão de Engenharia e Combate Blindado está sendo uma grande ajuda para as famílias do Rio Grande do Sul. A viatura está realizando a desobstrução de muitas vias no Vale do Taquari e ampliando as possibilidades de locomoção da população afetada pela catástrofe no estado gaúcho. O […]

Pavimentação em Matos Costa

Na tarde de terça-feira, 21, foi assinada e entregue a ordem de serviço para a empresa ENGEMASS ENGENHARIA E CONSTRUÇÕES LTDA, tendo como objeto a execução de terraplenagem, drenagem pluvial e pavimentação asfáltica, meio fio e sinalização, na Rua Tereza Cristina, trecho1 e 2, uma área de 1.770 metros quadrados, entre a Rodoviária de Matos […]