Rádio Colmeia

Após temporal, localidades rurais de PU continuam sem o fornecimento de energia elétrica

julho 06
16:21 2020
Porto União – Imagem Corpo de Bombeiros
Eliseu Mibach – Imagem Gisele Ovitski

Muitas localidades da área rural do município de Porto União ainda sofrem as consequências da passagem do denominado ciclone bomba. Além do destelhamento de casas e derrubada de árvores, a falta de energia elétrica foi um dos grandes problemas causados.

Ainda nessa segunda-feira, 06 de julho, há moradores do interior da cidade sem luz elétrica. Segundo o prefeito Eliseu Mibach, apesar dos esforços em manter contato com a sede das Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), que fica em Mafra, ainda há muito trabalho a ser feito, pois além de não existir um efetivo tão grande, o estrago aconteceu no estado de Santa Catarina inteiro.

Comunidades como Rio Bonito e Cabeceira da Barra Grande conseguiram o retorno da luz nesse domingo, 05 de julho, porém, localidades como Nova Pátria ainda não tem previsão da volta da eletricidade. Muitos produtores e agricultores do interior do município fizeram a limpeza de árvores e galhos para facilitar a chegada e o trabalho da Celesc.

Porto União – Imagem Corpo de Bombeiros
Gerente regional da Celesc, Leandro Gonçalves de Oliveira

Porto União tem perto de 6 mil consumidores sem energia e mais de 500 ocorrências a serem atendidas segundo o gerente regional da Celesc, Leandro Gonçalves de Oliveira. Apesar do trabalho constante em atender todas as chamadas, o número de ocorrências não vem diminuindo, pelo contrário, cada vez mais está aumentando.

Boa parte da rede de energia elétrica da Celesc foi destruída com a passagem do ciclone. Só no norte catarinense existem 13 mil quilômetros de rede. No momento há 11 equipes pesadas trabalhando no reparo das linhas e, na terça-feira, 07 de julho, mais três serão introduzidas. Há também 20 equipes leves, tudo isso “para o quanto antes estabelecer o retorno da energia para o restante da população”, afirmou.

Agora se torna cada vez mais difícil o retorno da energia, disse Oliveira, pois “os piores locais ficaram, os postes caídos, uma recomposição mais demorada, podemos demorar até mais alguns dias para recompro tudo”. Especificamente em Porto União, o bairro São João Maria terá o retorno da luz nesta segunda-feira, 06 de julho, e após, ficarão as demandas específicas.

Oliveira ainda emitiu uma nota de repúdio da empresa, pois estão sendo realizados muitos atos de vandalismo contra os funcionários da Celesc e também contra os caminhões e caminhonetes, “de pessoas que estão revoltadas”. Os funcionários estão trabalhando a média de 15h por dia, “estamos no sexto dia, as pessoas estão exaustas, trabalham com frio, com chuva, com a influência do Covid”, disse o gerente regional, “a gente pede respeito”.

Celesc Santa Catarina
Tags
Share

Artigos Relacionados

1 Comentário

  1. Daniel
    Daniel julho 07, 08:16

    Compreende-se a dificuldade, mas deve-se ter planos para situações futuras semelhantes. Após uma semana sem luz, junta da área industrial, com frio e chuva, vem o responsável entregar a conta de luz. Essa não falha.

    Reply to this comment

Escrever comentário

Calendário

dezembro 2020
DSTQQSS
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031 

Últimos Cometários

Bom dia. Parabéns pela sábia decisão dos governantes. Agora vai voltar, O Respeito E a...

Colméia no Facebook