Câmara aprova texto que altera cálculo do ICMS sobre os combustíveis » Rádio Colmeia

Escute a rádio

Câmara aprova texto que altera cálculo do ICMS sobre os combustíveis


14 de outubro de 2021

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Câmara dos Deputados aprovou, na noite desta quarta-feira (13), por 392 votos a 71, o texto do projeto de lei que prevê alteração na forma de cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os combustíveis. A votação teve duas abstenções. Todos os destaques foram rejeitados e a matéria segue agora para a apreciação do Senado Federal.

Segundo o texto, o ICMS relativo ao óleo diesel, ao etanol hidratado e à gasolina terá a um valor fixo, “que não esteja sujeito a flutuações constantes, como ocorre atualmente”.

O projeto prevê que o preço do imposto será apurado a partir de valores fixos definidos na lei estadual e que, para o cálculo da cobrança do tributo, será levado em consideração o valor médio do litro nos dois anos anteriores. Ainda de acordo com a matéria, as alíquotas “serão fixadas anualmente e vigorarão por um ano a partir da data de sua publicação”.

A matéria prevê ainda que as notas fiscais emitidas durante a venda do combustível ao consumidor deverão informar o valor dos tributos federais, estaduais e municipais, cuja incidência influiu na formação dos preços.

O texto é defendido pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, e foi encampado pelo presidente da Câmara, Arthur Lira. A matéria prevê uma redução no valor do combustível de 8% para a gasolina comum, 7% para o etanol hidratado e 3,7% para o diesel.

Por outro lado, o projeto vem sendo muito criticado pela oposição que alega tratar-se de uma cortina de fumaça para esconder o real problema do aumento no preço, a inflação externa e interna, somada ao aumento do petróleo e a desvalorização do real.

Na manhã desta quarta, Lira voltou a defender a aprovação do projeto e afirmou que o ICMS “é o vilão da história” do aumento dos preços dos combustíveis. Atualmente, a cobrança do imposto varia conforme o preço do combustível, havendo um novo cálculo sempre que os preços sobem. Se o projeto entrar em vigor, o cálculo hoje feito em relação à variação dos últimos 15 dias, passará a ser em cima de uma média dos últimos 24 meses.

Compartilhe a matéria nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia outras matérias relacionadas:


União da Vitória confirma seis novos casos da Covid-19

União da Vitória confirmou seis novos casos positivos da Covid-19 nesse sábado, 27. Não foi foram registrados pacientes recuperados que receberam alta e podem voltar ao convívio social. O boletim epidemiológico sofreu algumas alterações e agora recebe os números de coletas e resultados realizados por laboratórios particulares. O município tem 18 casos ativos em tratamento […]

Porto União confirma dois novos casos e um paciente recuperado da Covid-19

Dois novos casos e um paciente recuperado da Covid-19 foram registrados pela secretaria de Saúde de Porto União. A informação foi publicada nessa sexta-feira, 26. São 14 casos ativos em tratamento no momento. As informações foram divulgadas por meio de boletim epidemiológico. De acordo com a secretaria, não há leitos adultos na enfermaria ocupados e […]

Chegada de Papai Noel da CDL dá início as comemorações de Natal no Vale do Iguaçu

Na noite desta sexta-feira, 26, o Vale do Iguaçu acompanhou a chegada do Papai Noel da CDL. A carreata que saiu da Rua Visconde de Guarapuava e finalizou na Estação União, na Rua Carlos Cavalcante, reuniu diversas pessoas pelo trajeto. Os prefeitos de União da Vitória e Porto União entregaram as chaves da cidade ao […]