Carta chega ao destino mais de 100 anos depois de ser enviada » Rádio Colmeia

Escute a rádio

Carta chega ao destino mais de 100 anos depois de ser enviada


3 de março de 2023

Finlay Glen segura a carta atrasada que chegou a sua propriedade(foto: Arquivo Pessoal/Finlay Glen)

Alguma vez uma encomenda ou carta sua passaram do prazo de entrega? Provavelmente o tempo excedido não supera a carta destinada à rua Hamlet Road e que foi recebida pelo inglês Finlay Glen, datada de fevereiro de 1916.

O dramaturgo e diretor de teatro de 27 anos contou em entrevista à CNN que, quando recebeu a carta, achava que a data era de 2016, porém a teoria caiu por terra ao perceber o selo de um rei, ao invés da rainha Elizabeth II – monarca em 2016.

Na verdade, o ano da carta, 1916, corresponde a 10 anos antes da futura rainha vir a nascer e ao período durante a Primeira Guerra Mundial. “Assim que percebemos que era muito antigo, achamos que não havia problema em abrir a carta”, disse Glen, que depois de anos com a carta, resolveu levar à sociedade histórica local recentemente. 

Outro detalhe percebido é de que o selo que estava no envelope continha uma marca com a cabeça do rei George V.

Afinal, o que está escrito na carta?

Ao notar a antiguidade em mãos, Glen cedeu a carta para Norwood Review, uma revista trimestral local. O editor da revista, Stephen Oxford, disse em comunicado que ficou muito surpreso e feliz ao receber detalhes da carta.

A escrita estava endereçada para a “minha querida Katie”, que, segundo Oxford, era a esposa do magnata local Oswald Marsh.

A autora da carta era Christabel Mennel, filha do comerciante de chá Henry Tuke Mennel, durante férias em família, em Bath, na parte oeste da Inglaterra.

“Estou muito infeliz aqui com um resfriado muito forte”. Era isto o que estava escrito na carta dedicada a Katie.

Mistérios a serem desvendados

A revista está produzindo um relatório completo sobre a carta. Entretanto, a demora na entrega da carta ainda é um mistério.

“Incidentes como este acontecem muito ocasionalmente e não temos certeza do que aconteceu neste incidente”, disse um porta-voz do Royal Mail à CNN em um comunicado na quinta-feira, 16.

Para Oxford, a carta provavelmente foi esquecida em um canto escuro do escritório de triagem em Sydenham, visto que havia um carimbo deste local. **O Povo

Compartilhe a matéria nas redes sociais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia outras matérias relacionadas:


Abertura da Festa do Lambari em Porto Vitória acontece neste sábado

A 16º edição da Festa do Lambari de Porto Vitória está cada vez mais perto. A prefeita Marisa Ilkiu convida a população e fala sobre as atrações. Amanhã, às 10h da manhã, a abertura oficial acontece com a presença de várias autoridades, além de diversas atrações durante o dia. Mais informações sobre as atrações e […]

MEC realizará pesquisa sobre alfabetização em 10 cidades de Santa Catarina, incluindo Irineópolis

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta quarta-feira, 22, que pretende criar uma nova política nacional de alfabetização de crianças, e para isso, irá realizar uma pesquisa com profissionais da área, professores e representantes das secretarias municipais de educação, no programa chamado Alfabetiza Brasil. Irineópolis está entre as 10 cidades catarinenses que participarão da pesquisa, […]

Prefeitura e Sanepar se reúnem para esclarecer situação de falta de água em General Carneiro

Nesta quarta-feira, 23, a Prefeitura de General Carneiro realizou uma reunião para debater sobre a situação da falta de água no município e esclarecer as principais questões referentes à situação. No momento, participaram o prefeito, Joel Ferreira, o vice-prefeito, Celio Garbin, os vereadores Algeu, Hélio, Joarilso, Ossimal, Alcemir, Natalício e Sandra, o gerente regional da […]