Cerca de 25% das startups quebram no primeiro ano de vida pela falta de branding » Rádio Colmeia

Escute a rádio

Cerca de 25% das startups quebram no primeiro ano de vida pela falta de branding


10 de dezembro de 2021

Foto: Ilustrativa/Freepik

A falta de uma boa estratégia de marca é uma das causas da falência de cerca de 25% das startups. O número foi apontado pela empresa Allidem, focada justamente no destravamento do potencial do branding dos negócios – especialmente na área de Tecnologia da Informação (TI) –, durante palestra promovida em parceria com a Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação no Paraná (Assespro-PR).

Os irmãos e sócios da Allidem, Stéfano e Nathalia Frontini, foram taxativos: o branding, que é um verbo (em inglês), sinaliza uma ação e, na prática, significa encantar e fortalecer a percepção dos negócios. Só depois entra na estratégia o papel do marketing, que é a arte de vender; e, finalmente, a publicidade, que se confirma como a arte do convencimento. “É importante estabelecer um bom posicionamento e investir em gestão de marca a fim de preparar o terreno para escalar. E isso consiste em comunicar por que seu negócio importa para as pessoas certas, destacar o que você tem de único e crescer com consistência e alinhamento”, pontuou Nathalia.

Com experiências ambientadas na importância de ter a cultura, valores e atitudes como fundamento adquiridas na Disney, Nathalia mostrou que a marca é uma construção que leva tempo, mas que, se for deixada de lado, coloca em risco todo o trabalho iniciado. Ela destacou também que é preciso iniciar com o branding desde a abertura da empresa. “Branding é para todo estágio e deve ser amadurecido em todos os momentos”, completou Stéfano. Se a idade das empresas contar, vale avaliar: os três primeiros unicórnios no Brasil não têm nem mesmo dez anos.

Muitas startups, como mostraram os sócios da Allidem, estreiam no mercado apenas focadas na performance ou na geração de vendas, esquecendo da busca e construção de sua imagem. “Branding não é algo apenas para empresas já consolidadas. Branding é um processo, não um projeto”, lembrou Nathalia. O investimento em marca, defendem, é necessário para a captação de recursos, investidores, fortalecimento de negócios e crescimento.

A marca não é o logo ou o nome da empresa; é algo que vai muito além. Branding envolve a construção da personalidade e o propósito da empresa, valores, identidade, posicionamento. Tudo isso deve ficar bem claro. Conforme orientaram os palestrantes, o branding deve ser feito profissionalmente, por agências ou pessoas gabaritadas. Não vale, portanto, criar algo no improviso. “Branding para startups exige dedicação, cuidado, avaliação e, claro, tempo para surtir o efeito desejado”, destaca Stéfano.

Com a lição de casa feita, o resultado só poderá ser positivo, como destacou o representante da Assespro-PR, Paulo Roberto Coimbra de Manuel. “Cada empresa, se souber trabalhar um pouco das técnicas, certamente terá novas oportunidades de negócios, novas ações de marketings e até mais confiança”, destacou.

Compartilhe a matéria nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia outras matérias relacionadas:


Morador de União da Vitória é vítima de estelionatários e tem quase R$ 15 mil retirados de conta no banco

Compareceu na sede do 27º Batalhão da Polícia Militar em União da Vitória nessa sexta-feira, 24, por volta das 14h55, um morador da área central, relatando que foi vítima de um golpe com cartões do banco. Disse que recebeu a ligação de uma pessoa que se identificou como funcionário do Banco do Brasil, onde tem […]

Avança licitação de obra para solucionar queda de rochas em União da Vitória

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) realizou nesta quinta-feira (23) a sessão de abertura dos envelopes com documentos de habilitação da obra de estabilização de taludes em trecho da PRC-466 em União da Vitória. O local é conhecido como um ponto de queda de barreira, principalmente em períodos de chuvas, e atualmente […]

Aneel mantém bandeira tarifária verde para julho

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) manteve a bandeira verde em julho para todos os consumidores conectados ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Com a decisão, não haverá cobrança extra na conta de luz no próximo mês. É o terceiro o anúncio de bandeira verde realizado pela Aneel desde o fim da Bandeira Escassez Hídrica, […]