Chacina de Joinville: primeira vítima identificada era de Cruz Machado » Rádio Colmeia FM

Escute a rádio

Chacina de Joinville: primeira vítima identificada era de Cruz Machado


16 de janeiro de 2023

Foi liberado para a família o primeiro corpo de uma das vítimas da chacina que chocou a região no último fim de semana em Joinville, no Norte catarinense. Seis corpos foram encontrados carbonizados dentro de um carro no último domingo (8). Por conta do estado das vítimas, a identificação foi possível após familiares cederem amostras para exames de DNA.

Rivair foi uma das vítimas mortas na chacina. Seu corpo foi liberado para os familiares – Foto: Reprodução/Redes Sociais/ND

O corpo de Rivair Amaral Ribeiro, de 22 anos, foi encaminhado para a cidade de Cruz Machado, no Paraná. O jovem era casado e deixa um filho de 3 anos.

Familiares das vítimas, que moram no Paraná, vieram a Joinville no dia seguinte ao crime. Eles foram levados ao IML (Instituto Médico Legal) para fornecer material para o exame de DNA e à Delegacia de Homicídios, onde prestaram depoimentos.

Além de Rivair, sabe-se que entre as vítimas estão Marcos Machado; João Mário do Amaral; Ivonei Wendler dos Santos; Daniel Marcolino de Lima. Cristiano Souza está desaparecido.

O crime

Os seis corpos foram encontrados carbonizados dentro de um veículo da empresa para a qual eles trabalhavam na manhã do domingo, depois de terem a casa em que moravam foi invadida e incendiada.

Além das vítimas encontradas mortas, uma está desaparecida e outros três trabalhadores conseguiram fugir depois que foram sequestrados e o carro em que estavam quebrou. Os suspeitos abandonaram o veículo e os sobreviventes conseguiram buscar ajuda com um morador da região.

Segundo a investigação, o que pode ter motivado o crime foi o desentendimento de um dos trabalhadores, que são do Paraná, com uma mulher e, em retaliação, um grupo invadiu a casa em que os trabalhadores moravam.

O grupo teria espancado as vítimas ainda dentro de casa, as sequestrado e os corpos foram deixados dentro de um dos carros da empresa que realiza trabalho de limpeza e roçada.

Laudos periciais devem indicar a maneira como as vítimas foram assassinadas.

**ND+

Compartilhe a matéria nas redes sociais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia outras matérias relacionadas:


Inaugurado primeiro frigorífico de coelhos do Planalto Norte Catarinense

O Planalto Norte saiu na frente e nesta sexta-feira, 12, inaugurou o primeiro frigorífico de coelhos do Estado com registro no Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA) emitido pela Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc). O Frigorífico da Associação dos Pequenos Agricultores Ecológicos e Orgânicos (Apaeco) fica na Colônia […]

Está chegando a 3ª Caminhada Intermunicipal “Caminho da Erva Mate”

A caminhada acontece entre União da Vitória e Porto Vitória Uma caminhada que reúne o que há de mais bonito e aprazível: O ambiente preservado de uma floresta, o rio Iguaçu, a força econômica da erva-mate que se revigora distribuindo riqueza e o Parque Histórico Iguassu, local icônico onde acontecerá a largada. A equipe organizadora […]

Associação Arte do Porto entrega nesta quinta o Troféu Valor Cultural

O prêmio é um reconhecimento ao excelente trabalho dos artesãos do município, que batalham pela manutenção de técnicas manuais e étnicas Na noite desta próxima quinta-feira, 18 de abril de 2024, as 19h30min, acontece na Sala de Eventos do Armazém 1, na Estação União em frente à Praça Hercílio Luz, a entrega do Troféu Valor […]