Cientistas transformam pena de galinha em energia sustentável; acendeu lâmpada » Rádio Colmeia FM

Escute a rádio

Cientistas transformam pena de galinha em energia sustentável; acendeu lâmpada


28 de outubro de 2023

Cientistas descobriram um método que usa pena de galinha para gerar energia sustentável. A chave para a sustentabilidade está nas galinhas, gente!

Ao extrair a proteína queratina das penas dos animais e processá-las em fibras ultrafinas, os pesquisadores criaram uma membrana capaz de conduzir prótons. Esses prótons são componentes vitais das células de combustível. É o futuro!

Nos testes realizados em laboratório, a célula de combustível criada com penas de galinha foi capaz de acender uma lâmpada de LED, fazer um mini ventilador girar e até mesmo alimentar um carrinho de controle remoto.

Combustível do futuro

A equipe de cientistas reúne pesquisadores da Universidade Tecnológica de Nanyang, em Singapura, e ETH Zurique, na Suíça. O material é limpo e sustentável, não emitindo gás carbônico durante o processo e gerando zero desperdício.

“As células de combustível são uma das tecnologias sustentáveis mais promissoras fontes de energia do futuro”, disse o professor Ali Miserez. Atualmente a produção convencional de membranas em células de combustível usa produtos muito tóxicos que degradam o meio ambiente.

A desenvolvida à base de queratina é ecológica e feita a partir de um material biológico. “Nossa nova tecnologia não só substitui substâncias tóxicas, mas também evita a liberação de dióxido de carbono, diminuindo o ciclo da pegada de carbono”, afirmou.

Indústria avícola

Para Ali, a indústria avícola é uma fonte de pesquisa muito promissora.

“A indústria avícola gera milhões de toneladas de resíduos indesejados de penas de frango, que são queimados no descarte, liberando grandes quantidades de carbono e gases tóxicos”, explicou.

Diferentemente do processo atual, a produção da membrana de combustível sustentável pode ter um impacto ambiental positivo.

“Nossa membrana reduz essas emissões ao redirecionar as penas para outras aplicações verdes em células de combustível. A membrana não só tem uma pegada de carbono negativa proveniente da sua produção, mas pode operar sem mais emissões de dióxido quando usa a célula de combustível sustentável”, afirmou Ali.

**Via Só Notícia Boa

Compartilhe a matéria nas redes sociais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia outras matérias relacionadas:


Inaugurado primeiro frigorífico de coelhos do Planalto Norte Catarinense

O Planalto Norte saiu na frente e nesta sexta-feira, 12, inaugurou o primeiro frigorífico de coelhos do Estado com registro no Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA) emitido pela Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc). O Frigorífico da Associação dos Pequenos Agricultores Ecológicos e Orgânicos (Apaeco) fica na Colônia […]

Está chegando a 3ª Caminhada Intermunicipal “Caminho da Erva Mate”

A caminhada acontece entre União da Vitória e Porto Vitória Uma caminhada que reúne o que há de mais bonito e aprazível: O ambiente preservado de uma floresta, o rio Iguaçu, a força econômica da erva-mate que se revigora distribuindo riqueza e o Parque Histórico Iguassu, local icônico onde acontecerá a largada. A equipe organizadora […]

Associação Arte do Porto entrega nesta quinta o Troféu Valor Cultural

O prêmio é um reconhecimento ao excelente trabalho dos artesãos do município, que batalham pela manutenção de técnicas manuais e étnicas Na noite desta próxima quinta-feira, 18 de abril de 2024, as 19h30min, acontece na Sala de Eventos do Armazém 1, na Estação União em frente à Praça Hercílio Luz, a entrega do Troféu Valor […]