Governo apresenta relatório sobre impactos das mudanças climáticas no Paraná » Rádio Colmeia FM

Escute a rádio

Governo apresenta relatório sobre impactos das mudanças climáticas no Paraná


15 de agosto de 2023

Vice Governador Darci Piana participa do evento para a reativação do fórum paranaense de mudanças climáticas globais.Fotos: Ari Dias/AEN

O Governo do Estado retomou nesta segunda-feira (14) o Fórum Paranaense de Mudanças Climáticas Globais e apresentou os primeiros resultados do Programa Paranaense de Mudanças Climáticas – o ParanaClima. O evento, coordenado pela Secretaria do Desenvolvimento Sustentável (Sedest), contou com a presença de autoridades estaduais, como o vice-governador Darci Piana, e representantes dos setores produtivos e organizações da sociedade civil engajadas na causa ambiental. Ele foi realizado no Campus da Indústria da Fiep.

O Fórum Paranaense de Mudanças Climáticas Globais busca envolver diversos atores estaduais que se preocupam com o futuro do meio ambiente, em busca de resultados mais concretos frente aos impactos causados pelo aquecimento global. Ele se soma a esforços como o uso de tecnologia de ponta contra o desmatamento e programas de replantio de árvores e repovoamento de rios.

Piana afirmou que o Fórum reafirma a preocupação do Paraná com as mudanças climáticas e que as ações estão alinhadas a protocolos internacionais, como as campanhas Race to Zero e Race to Resilience, e a Declaração de Edimburgo. “Somos o estado mais sustentável do País, reconhecido internacionalmente pelas políticas aplicadas às nossas águas, à mata, às nascentes e ao sistema de produção. Esse trabalho é um compromisso nosso, como paranaenses, para que tenhamos condições de continuar a trabalhar de maneira equilibrada”, declarou.

Um dos grandes destaques do evento foi a entrega dos primeiros estudos que vão embasar o Plano de Ação Climática do Paraná 2024-2050. Eles visam fornecer informações científicas e técnicas para subsidiar o governo estadual, os governos municipais e a sociedade sobre as mudanças climáticas e as alterações ambientais no Estado. Com os dados atualizados, é possível identificar as fontes de emissão de gases de efeito estufa e as áreas mais vulneráveis aos impactos climáticos, bem como planejar as melhores estratégias de adaptação e mitigação.

Inventário Paranaense de Emissão de Gases de Efeito Estufa 2005-2019  e o Mapeamento de Áreas Vulneráveis às Mudanças Climáticas, que faz parte do primeiro estudo, são os grandes motores desse processo. O documento detalha os setores que mais emitem gases, as cidades mais impactadas e os programas estaduais em andamento, cujo objetivo é mitigar esse cenário. O relatório também aborda as chamadas anomalias de temperatura dos últimos anos.

Outra grande apresentação foi justamente do  Plano de Ação Climática do Paraná 2024-2050 . Ele está em processo de consulta pública até o dia 15 de setembro e pode receber contribuições da sociedade paranaense (AQUI). Ele contém metas e ações a partir de grandes eixos e pretende ser um instrumento efetivo com estratégias exequíveis para implantação de melhorias e redução e mitigação das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE).

Entre as metas abertas a contribuições estão realizar a análise de 100% das inscrições no Cadastro Ambiental Rural (CAR); diminuir o desmatamento ilegal; ampliar a eletrificação de rodovias; aumentar a participação de biocombustíveis na matriz energética; apoiar a Nova Ferroeste como novo corredor de grãos e contêineres; promover ainda mais a geração distribuída realizada por consumidores independentes; fomentar a economia circular; consolidar o mercado regulado de carbono; zerar a destinação de materiais metálicos aos aterros e os lixões; e estimular a implementação de novas tecnologias para realizar a compostagem de lodo de esgoto.

O secretário do Desenvolvimento Sustentável, Valdemar Bernardo Jorge, ressaltou a importância do trabalho conjunto para a construção do plano para mitigação. “Todos nós somos parte da solução, estamos reunindo as secretarias e a sociedade paranaense para que possamos construir um Plano de Ação Climática de maneira cooperada, para que tenhamos um uso adequado, equilibrado e racional dos recursos naturais”, destacou. Esses documentos também serão submetidos ao Conselho Estadual de Meio Ambiente, que é parte do Sistema Nacional do Meio Ambiente.

O presidente do Simepar, Eduardo Alvim, que apresentou os estudos, explicou que esses produtos são fundamentais para o Estado. “Desenvolvemos esse trabalho em conjunto com Instituto Água e Terra e a Sedest, a partir dos eixos Políticas e Programas de Incentivo, Ações de Mitigação e Adaptação e Geração de Conhecimento. A partir de agora podemos construir uma política de mitigação, em especial em energia, agricultura, florestas e uso do solo, muito mais consistente”, disse.

O diretor-presidente do IAT, Everton Souza, disse que Sedest, IAT e Simepar têm procurado desenvolver ações sinérgicas em prol do meio ambiente. Ele citou também o projeto Pró-Biodiversidade (Pró-Bio), acordo que prevê investimentos em atividades para apoiar, fortalecer e subsidiar a modernização da gestão estadual do patrimônio natural, voltados à proteção, conservação e restauração da biodiversidade em áreas protegidas e Unidades de Conservação (UCs).

“Participaram do Fórum ao longo de toda a manhã outras secretarias e atores importantes da economia do Paraná, o que demonstra que podemos trabalhar de maneira integrada. Queremos envolver também os municípios para que eles possam dar apoio às empresas locais para que elas busquem boas práticas de sustentabilidade”, acrescentou.

FÓRUM – O Fórum Paranaense de Mudanças Climáticas Globais é um espaço de debate que possibilita a exposição das problemáticas das mudanças climáticas, a construção de ações e políticas públicas sobre o tema, sempre com a participação dos diversos setores que atuam no Paraná. Ainda nesta segunda, técnicos se reunirão em diversas mesas temáticas e vão discutir as ações de mitigação e adaptação propostas e deliberar sobre as próximas reuniões, que devem ocorrer semestralmente a partir desta data.

PRESENÇAS – Participaram do evento os secretários Norberto Ortigara (Agricultura e Abastecimento), Santin Roveda (Justiça e Cidadania) e Leandre Dal Ponte (Mulher, Igualdade Racial e Pessoa Idosa); os deputados Evandro Araújo e Luis Corti; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Manoel Vasco Junior; o coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Fernando Schunig; a superintendente do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social do Paraná, Keli Guimarães; o diretor-presidente do Ipardes, Jorge Callado; o diretor-presidente da Agência de Assuntos Metropolitanos, Gilson Santos; e o superintendente do Sebrae-PR, Vitor Tioqueta

Compartilhe a matéria nas redes sociais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia outras matérias relacionadas:


Ambulância da prfeitura de Bituruna se envolve em acidente na PR-170

Nesta terça-feira (18), por volta das 5h10min, na altura do km 553 da rodovia PR-170, próximo ao trevo da BR-153, na conhecida Serra de Santa Rosa, a ambulância da Fundação de Saúde de Bituruna colidiu na traseira de um caminhão de transporte de lâminas.O motorista ao avistar o caminhão tentou frear a ambulância, porém, devido […]

PL declara utilidade pública a Associação Futuro Craque

Na noite de ontem foi aprovado em segunda discussão, em unanimidade, na Câmara de Vereadores de União da Vitória o Projeto de Lei 10/2024, que declara de utilidade pública a Associação Esportiva Futuro Craque. O Projeto é de autoria do Vereador Cordovan Frederico de Melo Neto (PSB), nome conhecido não só como incentivador do esporte […]

IAT apresenta ao setor produtivo adequações na regulamentação da suinocultura no Paraná

Após uma série de estudos internos, o Instituto Água e Terra (IAT) finalizou o texto de revisão da Resolução Sedest nº 15/2020, que regulamenta a atividade de suinocultura no Paraná. A proposta será apresentada ao setor produtivo e entidades ligadas ao agronegócio nesta terça e quarta-feira (18 e 19) durante evento na sede do Sindicato Rural de […]