Rádio Colmeia No Paraná contribuinte pode doar parte do IR para combate à pornografia infantil » Rádio Colmeia

Escute a rádio

No Paraná contribuinte pode doar parte do IR para combate à pornografia infantil


21 de dezembro de 2020

Pela primeira vez, a Polícia Científica (PCPPR) tem um projeto que pode ser beneficiado com os recursos do Fundo Estadual para a Infância e Adolescência (FIA), oriundos de doações do Imposto de Renda, pessoa física (PF) e jurídica (PJ), para a defesa e proteção dos direitos de crianças e adolescentes.

Divulgação

O projeto da Polícia Científica, aprovado pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA), visa o combate ao crime de pornografia infantil na internet (cyberpornografia). Pessoas físicas podem doar até 6% e empresas 1% do imposto retido na fonte.

O diretor-geral da Polícia Científica do Paraná, Luiz Rodrigo Grochocki, informa que a colaboração da sociedade é fundamental nesse propósito específico da instituição, que é inédito. “A população tem a oportunidade de doar e saber que o recurso será destinado para um projeto inédito e específico da Segurança Pública. Ou seja, sabe para onde vai seu dinheiro retido na fonte”, ressaltou.

Para doar, basta acessar o link  (www.fia.pr.gov.br/fia/cadastrarDoacao.do?action=iniciarProcesso) e inserir os dados do CPF ou CNPJ, preencher as informações pessoais ou da empresa e na etapa destino da doação, selecionar a opção banco de projetos e, em projeto, escolher, “Polícia Científica do PR Combate à Pandemia de Cyberpornografia”.

DOAÇÃO – Ao término dessa etapa, será gerado um boleto, cujo pagamento deve ser efetuado até o último dia útil bancário de 2020, assim o valor será deduzido no imposto de renda de 2021. A outra opção é fazer a doação ao fundo diretamente durante a próxima declaração (entre os meses de março e abril de 2021).

“A meta é conseguir 10 mil pessoas físicas que destinem a doação de R$ 50 reais e o restante vindo das empresas (PJ). Com isso serão processados com maior rapidez casos em andamento para desvendar esses crimes”, esclareceu o diretor da Polícia Científica.

De acordo com as informações do órgão, a pandemia aumentou exponencialmente as denúncias de pedofilia na internet em 2020. “Por isso são necessárias ações que possam combater e identificar esse crime, que cresce tanto em quantidade, quanto em variedade tecnológica”, afirma Grochocki.

Com o projeto, a Polícia Científica também busca a especialização de profissionais em computação forense para auxiliar na análise dos vestígios cibernéticos, apoio na estruturação e criação de delegacias especializadas para agilizar e concluir inquéritos de crianças e adolescentes vítimas de exploração, violência e abuso sexual, além da prevenção da pornografia cibernética, criando campanhas educativas para crianças, adolescentes e pais.

Compartilhe a matéria nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia outras matérias relacionadas:


Entenda como funciona e qual a eficácia da vacina contra a Covid-19

Desde o início da pandemia uma das maiores expectativas da população mundial era a produção e chegada da vacina contra a Covid-19. No domingo, 17, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial da CoronaVac, produzida no Brasil pelo Instituto Butantan de São Paulo, em desenvolvimento com o laboratório chinês Sinovac, para […]

Estabelecimento clandestino em União da Vitória é fechado pela Polícia Militar

Após denúncias recebidas pela Polícia Militar de Porto União, junto da Polícia Militar de União da Vitória, as equipes se deslocaram até a Rua Coronel Amazonas, área central, por volta das 22h dessa sexta-feira, 22, para abordar um estabelecimento clandestino em que estaria ocorrendo os crimes de tráfico de entorpecentes, rufianismo e aglomerações de pessoas. […]

Mandado de prisão é cumprido no bairro Sagrada Família em União da Vitória

Um mandado de prisão em desfavor de um homem de 30 anos foi realizado pela Polícia Militar de União da Vitória, por volta das 22h45 dessa sexta-feira, 22, no bairro Sagrada Família, após visualizar o mesmo em via pública. Ele estaria entrando em sua casa no momento em que a equipe deu voz de prisão. […]