Rádio Colmeia “A gente precisa garantir a essas crianças um começo brilhante”, diz Deputada Leandre Dal Ponte em visita a UVA » Rádio Colmeia

Escute a rádio

“A gente precisa garantir a essas crianças um começo brilhante”, diz Deputada Leandre Dal Ponte em visita a UVA


10 de fevereiro de 2021

União da Vitória recebeu a visita da Deputada Federal Leandre Dal Ponte (PV) nesta terça-feira, 9. Em encontro com o prefeito Bachir Abbas, vereadores e demais lideranças, foram debatidas políticas públicas em relação as crianças e adolescentes. Também a viabilização de recursos para melhoria no atendimento à saúde de pessoas com necessidades especiais e idosos.

Imagem: Adriano Dziduk/Rádio Colmeia

Leandre é conhecida por atuar na área da saúde, da assistência social e principalmente na área da primeira infância. “Viemos reiterar esse compromisso que assumimos lá atrás com a deputada Leandre, para trabalhar a primeira infância”, disse o prefeito Bachir Abbas. A deputada se colocou à disposição das instituições do município.

Para a deputada as crianças tem o direito como cidadãs, de ter o seu melhor interesse defendido e, é através da políticas públicas, que se poderá fazer valer esse direito. Ela coloca que, comumente, quando uma criança é vista em uma situação de vulnerabilidade, as pessoas automaticamente acham que é um problema causado pelos pais ou pela prefeitura.

“Na verdade é um problema de toda sociedade, de todos nós, porque amanhã essas crianças serão nossos futuros alunos, futuros profissionais das empresas, os futuros políticos e de repente ser aquele delinquente também que vai tirar a vida de alguém. Então a gente precisa garantir a essas crianças um começo brilhante”, afirmou.

Imagem: Adriano Dziduk/Rádio Colmeia

O futuro do ser humano se faz no início de sua vida onde é o momento de melhor desempenho de desenvolvimento, já sendo comprovado cientificamente através de estudos e pesquisas. Algumas estimativas realizadas pelo economista norte-americano James Heckman, ganhador do Prêmio Nobel de Economia em 2000, indicam que para cada US$ 1 investido em políticas de primeira infância de qualidade, existe um retorno para a sociedade de até US$ 17. “É uma política pública muito barata e que dá retorno pra vida inteira”, apontou a deputada. “Quanto melhor for o começo, melhor será toda vida”.

Na Câmara de Deputados, Leandre que está em seu segundo mandato, é a presidente da frente parlamentar mista da primeira infância. Essa frente parlamentar realiza esse tipo de trabalho com os municípios, estruturando as políticas públicas para propiciar oportunidades às crianças em sua fase de desenvolvimento. Fase essa que se tem mais chances de combater a pobreza, a desigualdade social e a violência.

Imagem: Adriano Dziduk/Rádio Colmeia

Em seus trabalhos a deputada defende o fortalecimento das instituições da sociedade civil e organizada, pois são elas que hoje acabam assumindo boa parte do papel que deveria ser do Estado. Em União da Vitória destinou recursos a APAE e tem trabalhado com as instituições de longa permanecia de idosos, que receberam recentemente o auxílio emergencial. Este, fruto de uma lei que a deputada propôs na Câmara, sendo aprovada em uma ordem de R$160 milhões.

A saúde foi a bandeira principal que levou a deputada a Câmara dos Deputados. Leandra saiu do município de Saudade do Iguaçu onde era secretária de Saúde, e foi a Curitiba para fundar uma casa de apoio. Muitas pessoas de União da Vitória passaram por lá. “Quando entrei na Câmara dos Deputados, não entrei lá porque precisava de um emprego, entrei para exercer essa função da vida pública, justamente para poder trazer a saúde mais perto das pessoas”, colocou.

Auxílio emergencial

Quando o orçamento, ainda em 2020, não tinha sido aprovado para o exercício de 2021, a maior divergência que existia na Câmara sobre o auxílio emergencial, era seu retorno. De um lado o governo estava tentando convencer os deputados quanto a situação fiscal do país e do outro a situação da população em meio a pandemia.

Deputada Federal Leandre Dal Ponte

Para Leandre, mesmo com todas as condições adversas financeiras do país, se não for resolvido esse problema a nível federal, as pessoas que vão passar fome daqui pra frente e, talvez não morram de Covid mais morram de fome, vão bater nas portas da prefeitura pedindo auxílio. Ela é a favor do retorno do auxílio emergencial, desde que ajustes sejam feitos.

De acordo com a deputada há problemas e dificuldades no modelo passado do auxílio emergencial em que pessoas que não precisavam sacaram a contribuição. “Numa imoralidade sem tamanho, mas dentro da legalidade, eu acho que esses erros tem que ser corrigidos”, disse. “Tem que ser retomado pelo menos por mais um período até que se consiga ter um mínimo de pessoas vacinadas”, finalizou.

Compartilhe a matéria nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia outras matérias relacionadas:


Prefeitura de UVA abre inscrições para processo seletivo de cadastro reserva de estagiários

Estão abertas de 25 de fevereiro a 09 de março as inscrições para o Processo Seletivo o provimento de vagas de estágio para cadastro reserva em nível médio, pós médio, superior e/ou pós graduação. Com bolsas-auxílio de até R$ 665,00 mais auxílio-transporte de R$ 50,00, as vagas abrangem todas os setores da Prefeitura de União […]

Governador faz reuniões de emergência com prefeitos do Paraná

O governador Carlos Massa Ratinho Junior convocou na noite desta quinta-feira (25) duas reuniões virtuais de emergência para discutir o cenário da pandemia da Covid-19 e novas medidas restritivas a serem apresentadas para a sociedade nesta sexta-feira (26). Uma foi com os prefeitos dos cinco maiores municípios do Paraná e a outra com todos os […]

Destaque na produção de uva, Bituruna busca selo de procedência

O imenso cacho de uva encostado no imponente garrafão de vinho cuidadosamente instalado na entrada da cidade dão a dimensão de como a fruta e seus derivados são características marcantes de Bituruna, no Sul do Paraná. O produto movimenta a economia do pequeno município de pouco mais de 16 mil habitantes, colonizado por descendentes de […]