Atletas Paralímpicos de UVA terão Centro de Treinamento » Rádio Colmeia

Escute a rádio

Atletas Paralímpicos de UVA terão Centro de Treinamento


5 de novembro de 2018

Foto: Comunicação Prefeitura de União da Vitória

Com empenho, somatória de esforços, Projeto Paralímpico cresce e se transforma em referência nacional ao beneficiar quem mais precisa: as pessoas com deficiência. Saiba o que é este importante projeto de União da Vitória.

É inegável, União da Vitória tem muito que se orgulhar do promissor momento que vive em todos os setores da sociedade. No entanto, nada aconteceu da noite para o dia e muitos frutos hoje colhidos vem de uma semente plantada há muitos anos, regada com amor e carinho pela atual gestão.

É o caso do Projeto Paralímpico, uma realidade que nasceu do desejo de um paratleta exemplar, o professor de educação física Edinho Slonski, que encontrou pelo caminho a família Godoy. “Em 2012 comecei a compartilhar deste sonho do meu amigo-irmão Edinho Slonski e do meu filho Crystian Felipe que era desenvolver o esporte adaptado às Pessoas com Deficiência. Que elas tivessem a oportunidade de socialização e, ainda, oportunidade se tornarem atletas de ponta”, explica Ednilson Godoy, pai de Crystian.

Ele revela que no início eles encontraram muitas dificuldades, não só no projeto, mas na individualidade. “Cheguei, incrédulo, a ouvir pessoas dizendo que eu me vitimizava pela situação de meu filho, que é PcD, para não trabalhar, o que não é verdade”, desabafa.

Foto: Comunicação Prefeitura de União da Vitória

Este desconforto desapareceu quando outras famílias passaram a participar do projeto que cresceu e ganhou visibilidade. “Sempre falei que iríamos buscar ter identidade. Que não seria algo passageiro, que iria se concretizar e marcar história”, ressalta Godoy.

De fato, o projeto ganhou força quando o poder público municipal contratou, em 2013, o professor Edinho. “Depois, em 2014, eu fiz concurso e comecei a trabalhar na Secretaria Municipal de Esportes em 2015”, acrescenta.

Projeto oficializado:

Em 2017, o poder legislativo de União da Vitória criou, por meio de projeto de Lei do Presidente Almires Bughay, o “Programa Paralímpico de União da Vitória”. Na ocasião, a proposta da construção de um Centro de Treinamento Paralímpico, projetado voluntariamente em pela Arquiteta Ione Costa, foi apresentado ao prefeito Santin Roveda e à Secretária de Assistência Social, Ana Claudia Portes Roveda.  A possibilidade desta conquista passou, então, a ser alimentada diariamente pelas ações da secretária Ana Cláudia.

Incialmente com a busca por um local adequado para a construção do centro de treinamento entre os imóveis de propriedade municipal. Logo, o aproveitamento do da Escola Oficina, no bairro Rio D´Areia foi definido como o ideal. Além de favorecer o projeto ao possuir algumas estruturas esportivas, com mais esta importante atividade paraolímpica que já é vista, no território nacional, como exemplar, a Escola Oficina será revitalizada.

Foto: Comunicação Prefeitura de União da Vitória

Depois, as forças convergiram para a obtenção de convênio entre a Caixa Econômica Federal e a prefeitura para o aporte conjunto de aproximados R$ 500 mil para a construção do espaço que beneficiar quem mais precisa: as pessoas com deficiência.

“Deus é fiel não fiz promessas mais não fiquei sonhando. Descruzei os braços e fui buscar ajuda de pessoas que acreditaram em nosso trabalho. Por isso, obrigado a todos que acreditaram. Agradeço à Secretaria Municipal de Esporte e a todos os funcionários que sempre nos apoiam. Agradecemos à secretaria de Planejamento que está dando suporte ao projeto criado pela arquiteta Ione Costa. E de modo muito especial ao prefeito Santin e à secretária Ana Cláudia Roveda que abraçou de corpo e alma esta causa”, agradeceu Godoy.

A secretária de Assistência Social, Ana Cláudia Roveda também comemorou. “São ações que se somam e, com isso, vamos conseguindo dar à região do Rio D´Areia maiores condições de realização de projetos importantes para a sociedade e, principalmente, de apoio às pessoas com deficiência”, resumiu.

O convênio de cooperação para a construção do Centro de Treinamento Paralímpico foi assinado na quinta-feira (1) no gabinete do prefeito Santin e contou com as presenças do gerente da agência da CEF de União da Vitória, Edimar Rinow, e dos secretários Marco Antônio de Lima (Administração) e Daniele Borges de Lima (Finanças). Pelo acordo, serão repassados R$ 482.452,38 ao projeto, com contrapartida do município de R$ 21.500,00.

Compartilhe a matéria nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia outras matérias relacionadas:


Primeiras doses exclusivas para adolescentes de 12 a 17 anos chegam ao Paraná

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) recebeu mais 229.320 vacinas contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech na noite desta sexta-feira (24). São 129.870 segundas doses (D2) e 99.450 primeiras doses (D1) para adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades e deficiência permanente. Os imunizantes fazem parte da 53ª pauta de distribuição do Ministério da Saúde […]

Ministro anuncia dose de reforço para profissionais de saúde

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta sexta-feira (24) a inclusão de profissionais da saúde no grupo de pessoas que receberão uma dose de reforço da vacina contra a covid-19. A nova aplicação deverá ocorrer a partir de seis meses da imunização completa dessas pessoas.  “Acabamos de aprovar a dose de reforço para profissionais […]

Feira de Adoção acontece hoje em União da Vitória

Acontece neste sábado, 25, mais uma edição da Feira de Adoção Animal realizada pela equipe da Defesa Animal de União da Vitória. A feira acontece na Estação União entre as 09h às 13h e o objetivo é facilitar a adoção de cães que que foram acolhidos pela Defesa Animal e estão prontos para irem para […]