Rádio Colmeia Entrevista Exclusiva: Deputada estadual Luciane Carminatti defende o retorno das aulas presenciais após vacinação dos trabalhadores da educação » Rádio Colmeia

Escute a rádio

Entrevista Exclusiva: Deputada estadual Luciane Carminatti defende o retorno das aulas presenciais após vacinação dos trabalhadores da educação


6 de fevereiro de 2021

Tramita na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) o Projeto de Lei (PL) 2/2021, que inclui os trabalhadores da educação como grupo prioritário do Plano Estadual de Vacinação contra a COVID-19, antes do início das aulas presenciais em todo o território do Estado. O PL foi lido na primeira sessão da Câmara e aguarda aprovação de três comissões para ir à votação em Plenária.

Em entrevista exclusiva ao Jornal Colmeia, na tarde de quinta-feira, 04, a deputada estadual Luciane Carminatti (PT) uma das autoras do projeto, explicou um pouco mais sobre o tema. Professora e presidente da Comissão de Educação, ela ressalta que os professores já são considerados público prioritário no Plano Nacional de Imunização, e cobra agilidade na tramitação por acreditar que a quarta fase da campanha é muito tardia.

FOTO: Bruno Collaço / AGÊNCIA AL

“Se a gente não fizer isso, quarta fase para vacinar os professores e trabalhadores em educação, ela vai ser final do ano. Ela vai ser quando? Porque o ritmo está muito demorado em Santa Catarina. Para ter uma ideia, nós não vacinamos ainda nem 1% da população catarinense”, reforça.

Um exemplo dado pela deputada é que a maioria dos trabalhadores tem em seu círculo de convivência pessoas do grupo de risco, como parentes idosos, assim como as crianças, que mesmo não apresentando sintomas, são vetores de transmissão e podem estar contaminando seus familiares.

De acordo com Luciane, se todas as escolas públicas e privadas retornarem de forma presencial, será movimentado, somente pela educação, 16% do total da população catarinense. “A vacinação não é só eficaz e necessária para garantir a segurança aos trabalhadores da educação, ela é fundamental para todos”, defende a parlamentar.

O projeto foi protocolado pela bancada do PT em 20 de janeiro deste ano, ainda durante o recesso parlamentar. Ele já foi lido no expediente da primeira sessão ordinária da Assembleia, no dia 03, no entanto, precisa da aprovação de três comissões para ir à votação no Plenário. “O prazo é uma decisão política”, afirma a deputada.

Para Luciane a questão não é negar a vacina para um grupo ou outro, e sim trazer imunização para todos. “Se a gente não fizer esse movimento de trazer vacina para os trabalhadores da educação e acelerar para que toda a população tenha vacinação, nós vamos ficar vendo cada dia um setor da economia quebrar e nós vamos ficar a cada dia vendo o debate do retorno às aulas não avançar. Eu quero escola aberta, mas antes de ter escola aberta, se eu tivesse que optar, eu diria: eu quero vida, eu quero criança viva, eu quero pai, mãe e professor, trabalhador da educação vivo”, finaliza a deputada.

Ouça a entrevista completa:

Compartilhe a matéria nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia outras matérias relacionadas:


Porto União participa de evento sobre sustentabilidade da Araucária e da Erva Mate

Na semana de 19 a 23 de julho aconteceu o Workshop online sobre a sustentabilidade da Araucária e as Erva Mate pelo SOBRADE (Sociedade Brasileira de Recuperação de Áreas Degradada), na cidade de Xanxerê. O evento tinha como objetivo a discussão em torno da preservação das araucárias ao mesmo tempo em que se possam manejar […]

Intervalo maior de doses da vacina Pfizer aumenta níveis de anticorpos

Um intervalo maior entre as duas doses da vacina da Pfizer contra a covid-19 proporciona um nível maior de anticorpos do que um intervalo mais curto, concluiu um estudo britânico, embora haja uma queda brusca nos níveis de anticorpos após a primeira dose. O estudo pode ajudar a traçar estratégias de vacinação contra a variante […]

Empresas têm até domingo para garantir parcela do Auxílio Emergencial PR ainda em julho

As empresas beneficiadas pelo auxílio emergencial oferecido pelo Governo do Paraná têm até este domingo (25) para pedir o resgate do valor e receber a primeira parcela do recurso ainda neste mês de julho. Caso façam a solicitação após esta data, o dinheiro será depositado na conta cadastrada até o último dia útil do mês […]