Rádio Colmeia Micro e pequenas empresas podem pagar Simples com Pix » Rádio Colmeia

Escute a rádio

Micro e pequenas empresas podem pagar Simples com Pix


22 de abril de 2021

A partir de hoje (22), mais de 16 milhões de micro e pequenas empresas e de microempreendedores individuais (MEI) poderão usar o Pix, plataforma de pagamentos instantâneos do Banco Central (BC), para recolher os tributos do Simples Nacional, regime especial para os negócios de menor porte que unifica o pagamento de tributos federais, estaduais e municipais.

Com a nova tecnologia, o Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) terá um código QR (versão avançada do código de barras). Basta o contribuinte abrir o aplicativo da instituição financeira, escolher a função Pix e fotografar o código com a câmera do celular para fazer o pagamento.

A solução tecnológica foi desenvolvida pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), que implementou melhorias no Portal do Simples Nacional para inserir o Código QR na emissão das DAS.

O Pix também está disponível para os contribuintes que renegociaram débitos com o Simples Nacional. Segundo o Serpro, a novidade facilita o pagamento das parcelas a qualquer hora e qualquer dia da semana, em qualquer banco que ofereça a ferramenta.

Atualmente, segundo a Receita Federal, existem 5 milhões de micro e pequenas empresas e 11 milhões de MEI inscritos no Simples Nacional. O regime especial existe desde 2006 e unifica, numa guia única, o recolhimento de sete tributos federais, mais o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), administrado pelos estados, e o Imposto sobre Serviços (ISS), administrado pelos municípios.

A extensão do Pix ao Simples Nacional vinha sendo prometida pela Receita Federal e pelo Banco Central desde o fim do ano passado. Em dezembro, o novo sistema de pagamentos foi incorporado ao pagamento de alguns tributos e obrigações por empresas de médio e grande porte.

No mesmo mês, a novidade foi estendida aos empregadores domésticos, que passaram a recolher o e-Social por meio do novo sistema. Em fevereiro, o Pix começou a ser usado para a quitação de tributos estaduais e municipais, num projeto conjunto desenvolvido pelo Banco do Brasil e por governos locais.

Compartilhe a matéria nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia outras matérias relacionadas:


União da Vitória confirma mais três óbitos por Covid-19 e soma 84 mortes pela doença

União da Vitória confirmou mais um óbito em decorrência da Covid-19 neste sábado, 15. O município soma agora 84 mortes pela doença. De acordo com a secretaria de Saúde, as vítimas tem 47, 64 e 67 anos. Confira nota na íntegra: Pacientes de 47, 64 e 67 anos com comorbidades como obesidade mórbida, insuficiência cardíaca, […]

STF decide que censo deverá ser realizado em 2022

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (14) que o Censo Demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) deverá ser realizado em 2022. A contagem populacional estava prevista para 2020, foi adiada para 2021, devido à pandemia do novo coronavírus, mas problemas orçamentários a inviabilizaram.  Por maioria de votos, os ministros concordaram parcialmente com a […]

Câmara de Vereadores de Porto União libera 30% de público presencial nas sessões

A Câmara de Vereadores de Porto União, por determinação do seu presidente Gildo Masselai (PSDB), liberou a presença de público em 30%.  A liberação foi feita através da resolução N° 275/2021, que diz “Fica autorizado o acompanhamento das sessões presenciais pelo público, devendo ser respeitadas as seguintes medidas: Limite de ocupação 30% (trinta por cento), […]