Rádio Colmeia Virologista da Unioeste alerta sobre cuidados contra a Covid-19 mesmo após a vacina » Rádio Colmeia

Escute a rádio

Virologista da Unioeste alerta sobre cuidados contra a Covid-19 mesmo após a vacina


21 de junho de 2021

Foto: Américo Antonio/SESA

As vacinas contra a Covid-19 trazem a expectativa de retrocesso da pandemia, mas esse cálculo não é tão simples. Mesmo com a imunização, a máscara, o distanciamento social e o álcool em gel continuam sendo necessários na luta contra o novo coronavírus.

“Nenhuma vacina impede de contrair a doença, mas, caso a pessoa seja exposta ao vírus, se vacinada, ela pode não ter sintomas graves e se recuperar sem complicações. Ou seja, a vacina é segura e eficaz, mas os cuidados básicos continuam sendo essenciais para não contaminar outras pessoas, principalmente nesse momento em que a taxa de vacinação da população não é muito alta”, explica Alex Sandro Jorge, professor do curso de Farmácia da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e especialista em virologia do Hospital Universitário (Huop).

De acordo com ele, ainda não é possível deixar de usar as máscaras, pelo menos até que grande parte da população esteja vacinada. “Isso porque mesmo com as duas doses da vacina, devido à possibilidade de circulação de novas variantes da doença, a pessoa pode ser infectada e ser transmissora. A máscara é indispensável para o cuidado com o próximo”, ressalta.

Ele acrescenta que as máscaras são utilizadas há muitos anos nos serviços de saúde e constituem uma barreira essencial para evitar qualquer infecção por vírus, não apenas o coronavírus.

É essencial manter o uso da máscara de acordo com o tipo e ao público ao qual se destina: máscara de tecido, por toda a comunidade em ambientes fechados ou abertos, mas estas devem possuir três camadas; máscara cirúrgica, utilizada por profissionais de saúde que atendem pacientes sem suspeita de Covid-19 a menos de um metro de distância; e máscara N95, utilizada por profissionais de saúde que atendem pacientes com suspeita ou confirmação.

É necessário ficar atento ao distanciamento social de pelo menos 1,5 metro para minimizar o risco de infecção. Além disso, a higienização das mãos é indispensável. “O preferencial é lavar com água e sabão, mas, se não for possível, em locais públicos é importante estar carregando o álcool em gel”, ressalta.

“É questão de consciência, respeito e proteção ao próximo o uso de máscara e as medidas de proteção contra o vírus. Enquanto profissionais de saúde, estamos todos em contato direto com muitas pessoas que ainda não puderam se beneficiar das duas doses da vacina. Na posição de profissionais, só podemos tirar a máscara quando tivermos um impacto da vacinação sobre a circulação do vírus. Por isso, é importante manter os cuidados e em qualquer situação de possível contaminação e informar o Sesmet”, reforça a psicóloga Mônica Stelmach.

Compartilhe a matéria nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia outras matérias relacionadas:


Porto União participa de evento sobre sustentabilidade da Araucária e da Erva Mate

Na semana de 19 a 23 de julho aconteceu o Workshop online sobre a sustentabilidade da Araucária e as Erva Mate pelo SOBRADE (Sociedade Brasileira de Recuperação de Áreas Degradada), na cidade de Xanxerê. O evento tinha como objetivo a discussão em torno da preservação das araucárias ao mesmo tempo em que se possam manejar […]

Intervalo maior de doses da vacina Pfizer aumenta níveis de anticorpos

Um intervalo maior entre as duas doses da vacina da Pfizer contra a covid-19 proporciona um nível maior de anticorpos do que um intervalo mais curto, concluiu um estudo britânico, embora haja uma queda brusca nos níveis de anticorpos após a primeira dose. O estudo pode ajudar a traçar estratégias de vacinação contra a variante […]

Empresas têm até domingo para garantir parcela do Auxílio Emergencial PR ainda em julho

As empresas beneficiadas pelo auxílio emergencial oferecido pelo Governo do Paraná têm até este domingo (25) para pedir o resgate do valor e receber a primeira parcela do recurso ainda neste mês de julho. Caso façam a solicitação após esta data, o dinheiro será depositado na conta cadastrada até o último dia útil do mês […]