Rádio Colmeia Mesmo na pandemia trabalhos do CEJUSC em UVA continuam a auxiliar população » Rádio Colmeia

Escute a rádio

Mesmo na pandemia trabalhos do CEJUSC em UVA continuam a auxiliar população


4 de janeiro de 2021

Imagem: Reprodução

Os projetos de cidadania do CEJUSC em União da Vitória sofreram adaptações durante o período de pandemia de Covid-19 em 2020. O que era presencial se tornou virtual, mas não deixou de assistir a população. Neste ano de 2021 os trabalhos irão continuar de maneira não presencial até total segurança ser restabelecida.

O projeto de evasão escolar, por exemplo, que reunia grupos de pais, que iam de 50 a 200 participantes, para falar sobre assuntos de interesse da escola e da família dos alunos foi substituído por eventos de palestras virtuais. De acordo com o juiz e coordenador do CEJUSC, Carlos Mattioli, foram mais de 50 palestras realizadas de forma online. Da mesma forma os eventos de cidadania, como o DEDICA, que tradicionalmente acontecia nos auditórios da Unespar e Uniguaçu foi transformado em evento virtual.

Imagem: Reprodução

Durante o período de pandemia foram criados dois projetos voltados a questões de saúde mental. Um deles foi o Cuide-se direcionado aos profissionais da educação e saúde. Segundo Mattioli, os profissionais da saúde receberam, no mês de agosto e novembro, uma caravana da gratidão como homenagem. Cada profissional recebeu um presente e teve o nome escrito em faixas acompanhadas de mensagens de agradecimento. “De uma maneira que eles se sentissem prestigiados em razão das enormes dificuldades que passaram e continuam passando”, disse.

Outro projeto criado foi a Rede de Ajuda CEJUSC Coronavírus (RAC) voltada ao acolhimento e primeiros socorros psicológicos. Este foi direcionado a toda população que precisasse de auxílio nas questões de saúde mental. Foram mais de 500 atendimentos de todas as espécies e cerca de 80% ligados a alguma questão de saúde mental, desconforto pessoal, familiar e também situações de violência.

Rede de Ajuda Cejusc Coronavírus

Em parceria com a Radio Colmeia, nos primeiros meses da pandemia, foi realizado uma vasta orientação envolta as questão do auxílio emergencial. “Conseguimos tirar o embaralho de inúmeras situações de pessoas que tinham direito ao auxílio emergencial, mas não estavam conseguindo receber”, pontuou Mattioli.  

Imagem Radio Colmeia

Para ele, as expectativas em 2021 precisam ser otimistas mas com resiliência, ou seja, aprendendo com as dificuldades que não se há total controle de suas ocorrências. O juiz citou a pandemia como exemplo, de que não se pode acabar com a mesma, mas durante esse período pode-se ser proativo, ter os devidos cuidados de saúde, saber olhar para o outro, ser solidário e “ceder a mão ao próximo”.

Em quanto a vacina não chegar será o “momento também de uma reflexão de cada um, olhar para o seu interior, de buscar um autoconhecimento, de evolução como ser humano para que a gente possa efetivamente tirar lições desse difícil período de pandemia”.

Imagem: Reprodução

Compartilhe a matéria nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia outras matérias relacionadas:


Covid-19: 16 novos casos e 15 recuperados em União da Vitória

União da Vitória obteve 16 novos casos positivos de Covid-19 neste sábado, 16. Também foram registrados mais 15 pacientes recuperados que receberam alta e podem voltar ao convívio social seguro. O boletim epidemiológico sofreu algumas alterações e agora recebe os números de coletas e resultados realizados por laboratórios particulares. O município tem 81 casos ativos […]

Três pessoas ficam feridas em acidente no viaduto de acesso a General Carneiro

Na madrugada desse sábado, 16, por volta das 05h10, um acidente foi registrado na BR 153, no viaduto de acesso a General Carneiro, deixando pelo menos três feridos de acordo com informações. O acidente envolveu um Fiat Linea Essence branco e um I Peugeot 206 Soleil preto, ambos com placas de General Carneiro. As vítimas […]

Meta do Paraná é vacinar 4 milhões de pessoas do grupo de risco até maio

O planejamento do Governo do Estado aponta para a vacinação contra a Covid-19 de aproximadamente 4 milhões de pessoas no Paraná até o fim de maio. Como o processo estadual vai seguir o Plano Nacional de Imunização (PNI) elaborado pelo Governo Federal, a tendência é de que a aplicação das doses comece já na próxima […]